Libano – 16 coisas para visitar no país

 O Libano é um país localizada no Oriente Médio com litoral voltado para o Mar Mediterrâneo. Devido a sua localização, foi dominado por civilizações antigas, como gregos, romanos, egípcios, fenícios, persas, bizantinos e turcos. Cada uma delas deixou uma marca no país, sendo, com certeza, um motivo a mais para visitá-lo. 

  • BEIRUT: é a capital do Líbano e é considerada a “Paris do Oriente Médio”. Sim, a cidade tem uma grande influência francesa, já que antes de sua Independência, em 1941, eram os franceses que comandavam o país. A cidade é bem moderna, principalmente em sua parte central, local que foi completamente reconstruído após a última guerra, finalizada em 1990.
Libano
Beirute
  •  JEITA GROTTO: é uma gruta enorme, dividida em duas partes, a superior e a inferior. Em ambas as partes podemos andar por elas e observar suas formações espetaculares. O percurso entre as duas pode ser feito a pé ou de trenzinho, ambos pelo lado de fora. É um passeio bem agradável!!!
Libano
Jeita Grotto
  • HARISSA: lugar onde foi implementado o teleférico do país, com vista panorâmica de todo o litoral. O destino final é o complexo de capelas em homenagem à Notre Dame du Liban, padroeira do país. É um lugar bem tranquilo para se passar o dia e recarregar as energias, independente de sua religião.
Libano
Notre-Dame du Liban
  • BYBLOS: é uma das cidades mais antigas do mundo, fundada pelos fenícios entre os séculos VIII e VII antes de Cristo. Depois dos fenícios, várias outras civilizações também passaram por lá, como os egípcios, assírios, persas, gregos, romanos e otomanos. Ou seja, é uma completa aula de história visitar um local como esse.
Libano
Byblos
  • BAALBEK: é a cidade no Líbano onde ficam as ruínas da antiga cidade de Heliópolis, que devido à sua localização, se tornou bem próspera e conhecida para o período. A prova disso tudo pode ser facilmente detectada ao visitar seu sítio arqueológico, lugar onde vemos sinais das várias civilizações que passaram por ali, como os fenícios, egípcios, gregos e romanos.
Libano
Baalbek
  • AANJAR: é um sítio arqueológico fundado no século VII, mas completamente diferente de todos os outros do Líbano. Neste, não há influência das várias civilizações que passaram por lá, pois todas as ruínas pertenceram a somente uma civilização, os Omíadas! Os Omíadas foram os povos da segunda dinastia após a morte de Maomé e uma das mais importantes.
Libano
Aanjar
  • SHOUF CEDARS: o cedro possui uma importância enorme para o país, tanto histórica, como econômica. A reserva natural de Shouf é a maior do país e possui árvores de até 3.000 anos de idade. Há registros desses cedros desde a época dos fenícios, o que realmente comprova a sua idade.
Libano
Shouf Cedars
  • BEITEDDINE PALACE: é um palácio construído no século XIX para ser utilizado como residência presidencial, embora só conseguiu ser utilizado para esse fim em 1943, com a declaração de Independência do país. O palácio possui arquitetura otomana e possui um dos mais belos mosaicos do Oriente Médio.
Libano
Beiteddine Palace
  • DEIR-AL-QAMAR: cidade que já foi capital do Líbano por 300 anos. A cidade é uma graça e é considerada uma das mais bonitas do país. Comece pela praça central, onde fica a prefeitura e suba até o Souk, onde ficam as lojas e barracas. No meio do caminho, você encontrará casas antigas e lindas!!!
Libano
Deir-al-Qamar
  • SAIDA ou SIDON: foi a cidade fenícia mais importante da história e uma das mais antigas também. Diz-se que começou a ser habitada no início da era neolítica, entre 6.000-4.000 A.C. A cidade prosperou bastante, principalmente após a chegada dos persas até sua primeira destruição em 1.111, durante as Cruzadas. As ruínas que vemos na cidade são dessa época, principalmente o Sea Castle.
Libano
Saida
  • MAGHDOUCHE: cidade onde fica a capela que teve grande importância bíblica por ter sido o local onde Maria ficou escondida enquanto Jesus fazia suas pregações pela região. Como o local se tornou um centro de peregrinação, foram construídas uma igreja e uma capela para seus visitantes fazerem suas orações, além da gruta e da via sacra, que já existiam.
Libano
Maghdouche
  • TYRE: cidade rica em história, que foi fundada no século V, A.C. pelos fenícios e era a cidade do comércio da época. Foi também de lá que saíram vários navios que conquistaram cidades importantes no mundo, como Cádiz e Cartagena, na Espanha. Hoje, conseguimos ver as ruínas dessa cidade que foi tão importante na história.
Libano
Tyre
  • QADISHA VALLEY: um dos lugares com beleza natural mais impressionantes no Líbano. A sua paisagem montanhosa, cheio de verde acabou conquistando quem procurava paz e tranquilidade. Daí a enorme quantidade de monastérios que encontramos no meio dos caminhos sinuosos pelos quais passamos.
Libano
Qadisha Valley
  • QOZHAYA MONASTERY: foi construído entre os séculos XII e XIV por heremitas e que foi transformado em monastério somente no século XVII, quando a ordem maronita foi fundada no país.
Libano
Qozhaya Monastery
  • CEDROS DE BCHARRE: são bem mais amplos que os cedros de Souf, ao sul do país e possui árvores maiores, isto é, mais velhas. Dizem que há árvores de até 3.000 anos por lá.
Libano
Cedros de Bcharre
  • MUSEU DO GIBRAN: possui o acervo de livros do escritor, Gibran Khalil Gibran, que nasceu na cidade em 1883, bem como vários quadros, já que ele também era pintor. Encontramos vários itens pessoais, como livros de anotações, canetas, livros de outros autores, etc. O corpo dele está enterrado lá, junto com a mensagem que ele queria transmitir para o mundo. “Eu estou vivo como você. E de pé a seu lado. Feche os olhos e olhe ao redor, e me verá”.
Libano
Museu do Gibran

 

Para ver todos os posts desta região, confira nos links a seguir:

Para reserva de hotéis, utilize nosso canal no Booking, Hoteis.com ou Trip Advisor por meio dos banners ao lado. Você não pagará mais nada por isso e ainda ajuda a manter o blog no ar!
20 Comments

Deixe uma resposta