Beirut, a Paris do Oriente Médio

Beirut é a capital do Líbano e é considerada a “ Paris do Oriente Médio”. Sim, a cidade tem uma grande influência francesa, já que antes de sua Independência, em 1941, eram os franceses que comandavam o país.

A cidade é bem moderna, principalmente em sua parte central, local que foi completamente reconstruído após a última guerra, finalizada em 1990. Saindo um pouco da região central, ainda são visíveis sinais de guerra, como prédios destruídos ou baleados, mas várias obras de renovação já estão sendo feitas.

Sim, a grande pergunta é a respeito da segurança do país. Achamos o país seguro e não nos sentimos ameaçados em nenhum momento, nem próximo às fronteiras da Síria e de Israel. Há muita fiscalização em todos os locais, com policiais revistando bolsas e sacolas e vigiando todos os seus passos na rua. Para entrar ou sair de qualquer cidade, você passa pelos checkpoints, onde os guardas pedem documentos e podem examinar teus pertences. Mas achamos bom, pelo menos sabíamos que dificilmente alguém mal intencionado estaria junto com a gente, rs.

Ah, como há muita propaganda no mundo inteiro dizendo para evitar visitar o Líbano, o país está bem vazio de turistas! A vantagem é que temos muitas atrações abertas quase que exclusivamente para nós. Eu, particularmente, adoro isso! A desvantagem é o assédio dos comerciantes para cima de você, já que você é praticamente o único turista na região. Dá para perceber que eles estão sofrendo com a falta de turistas, principalmente no interior do país…

Voltando à Beirute, a cidade é bem completa, com várias opções de museus, mesquitas, cafés e restaurantes para não deixar nenhuma grande metrópole por baixo. É uma cidade bem agradável de passear, principalmente nos finais de semana, quando boa parte da população vai viajar e o trânsito fica bem melhor para se locomover.

Comece o dia pela charmosa Place de l’Étoile, o coração da cidade, onde os habitantes se reúnem boa parte do tempo. É uma praça agradável, com vários cafés, igrejas e mesquitas. Depois vá para a maior mesquita da cidade, a Mohammad Al-Amin. Ela é linda, tanto por fora, como por dentro. Vale muito a pena conhecer!!!

Em Beirute, dois museus valem a pena conhecer: o National Museum of Beirut, com obras importantíssimas da Antiguidade e o Nicolas Sursock Museum, com obras mais contemporâneas, mas não menos importantes para o país. Os prédios dos dois, inclusive, são belíssimos!! Recomendo muito!!

Depois, vá para o lugar mais agradável da cidade – o Corniche, o calçadão que vai desde a Zaintunay Bay até a Pigeon Rock. Essa região é linda, margeada pelo mar Mediterrâneo de um lado e de prédios modernos e espelhados de outro. Aproveite para comer em um dos vários restaurantes e para fazer compras no Souk da cidade, com lojas de marcas mundialmente conhecidas. No pôr do sol, vá para algum restaurante localizado em um dos vários rooftops da cidade – a vista é maravilhosa!!

Perto da American University of Beirut ficam duas ruas super agradáveis de passear, cheias de lojas e restaurantes – a Hamra Street e a Bliss Street. Vale a pena escolher uns dois ou três cafés ou restaurantes na região para conferir durante a sua estadia na cidade. Um outro bairro bem aconchegante é o Verdun, também excelente para compras e restaurantes.

Para conhecer as cidades vizinhas, não recomendo ficar trocando de hotel, não. Faça ponto em Beirute e visite as outras cidades como bate-volta, pois as distâncias são curtas e as opções de hospedagem diminuem bastante nas outras cidades. Só mude de hotel se você estiver no verão e escolher um resort pé na areia para descansar, ou no inverno e escolher uma estação de esqui para curtir.

Sugestão de atrações:

  • Pigeon Rocks
  • Verdun
  • Hamra Street
  • Bliss Street
  • American University of Beirut
  • Zaintunay Bay
  • Corniche
  • Beirut Souks
  • Solidere District
  • Al-Omari Mosque
  • Roman Baths
  • Grand Serail
  • Place de l’Étoile
  • Greek Orthodox Cathedral of Saint George
  • Cardo Maximus Remains
  • Mohammad Al-Amin Mosque
  • Garden of Forgiveness
  • Martyrs’ Square
  • Farmer’s Market
  • Nicolas Sursock Museum
  • National Museum of Beirut
Itinerário feito pelo site Tripmatic
beirut
Pigeon Rocks
beirut
Corniche
beirut
Zaintunay Bay
beirut
Mohammad Al-Amin Mosque
beirut
Mohammad Al-Amin Mosque
beirut
Place de l´Étoile
beirut
Place de l´Étoile
beirut
Place de l´Étoile
beirut
National Museum of Beirut
beirut
National Museum of Beirut
beirut
American University of Beirut

Para reserva de hotéis, utilize nosso canal no Booking, Hoteis.com ou Trip Advisor por meio dos banners ao lado. Você não pagará mais nada por isso e ainda ajuda a manter o blog no ar!
2 Comments

Deixe uma resposta