Baalbek e suas ruínas + Aanjar

Share

Baalbek é a cidade no Líbano onde ficam as ruínas da antiga cidade de Heliópolis, que devido à sua localização, se tornou bem próspera e conhecida para o período. A prova disso tudo pode ser facilmente detectada ao visitar seu sítio arqueológico, lugar onde vemos sinais das várias civilizações que passaram por ali, como os fenícios, egípcios, gregos e romanos.

Heliópolis era conhecida principalmente pelo seu lado religioso, tanto que vários templos foram construídos no local, como os de Júpiter e de Baco, que são os que estão mais bem preservados. Diz-se, inclusive, que sua importância era equivalente à da cidade de Meca nos dias atuais.

No sentido arquitetônico, podemos conferir todo o planejamento para construir um local desses durante aquela época. Como a região está localizada em uma área de terremotos, todo um planejamento foi realizado para sustentar as colunas dos templos. A irrigação de água também é interessante, já que a região é desértica…

Eu adorei saber também como o acesso dos visitantes era feito, principalmente dos idosos que não podiam subir os degraus. Para isso, foi construído um templo menor na parte debaixo e sem degraus, possibilitando, assim, que todas as pessoas, sem exceção, frequentassem os templos.

Os degraus perto do Templo de Baco também eram mais sutis, pois era ali que seus frequentadores sentavam para tomar vinho e assistir aos espetáculos.

Uma intriga que até hoje ainda não foi resolvida é como as pedras utilizadas na construção da cidade chegaram ao local, pois são pedras enormes, pesadas e de material não encontrado na região de Bekaa. Tanto que há alguns quilômetros do sítio foi encontrada recentemente uma pedra dessas e, por sua medida, é considerada a maior pedra antiga do mundo. E as vemos diversas vezes no sítio.

Outra curiosidade é o fato de existir uma parte de um dos templos que possui teto, fato que em nenhum outro sítio arqueológico do mundo está preservado. Dessa forma, conseguimos visualizar melhor como esses templos enormes deviam ser inteiros.

Esse sítio arqueológico é considerado uma das sete maravilhas do mundo antigo e foi inscrito nos sítios da UNESCO, para fins de preservação, tanto que na última guerra pouca coisa foi atingida. É um lugar realmente impressionante, que acaba ofuscando vários sítios arqueológicos do mundo, como o Fórum Romano, em Roma ou mesmo a Acrópole de Atenas.

Pena que com a guerra na Síria, o país está sem muitos turistas, principalmente nos lugares próximos à fronteira, como é o caso de Baalbek e de toda a região do Vale do Bekaa. Lembrando que não me senti nem um pouco ameaçada em passar o dia na região, mesmo sendo uma região dominada pelo Hezbollah. É um passeio imperdível para todos!!

Sugestão de atrações:

  • World Greatest Stone
  • Archeological Site
img_0704
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
baalbek
Templo de Júpiter
baalbek
Templo de Baco
baalbek
Ruínas de Baalbek
baalbek
Fonte para purificação
baalbek
Ruínas de Baalbek
baalbek
Escrito em linguagem fenícia
baalbek
Ruínas de Baalbek
baalbek
Teto de um dos templos
baalbek
Maior pedra antiga do mundo

Arredores:

Aanjar também é um sítio arqueológico fundado no século VII, mas completamente diferente de todos os outros do Líbano. Neste, não há influência das várias civilizações que passaram por lá, pois todas as ruínas pertenceram a somente uma civilização, os Omíadas! Os Omíadas foram os povos da segunda dinastia após a morte de Maomé e uma das mais importantes.

A cidade era toda muçulmana e dizem que foi construída e habitada em no máximo 100 anos. Depois foi destruída e ficou soterrada até o início do século XX, quando foi descoberta pelos armênios que procuravam refúgio do grande massacre que estavam sofrendo em seu país.

No local, encontramos ruínas de palácios, mesquitas, banhos turcos e até de um bazar, com 600 lojas, onde os comerciantes moravam no andar de cima e tinham suas lojas no andar de baixo. Pelas características do que foi encontrado, percebe-se que a cidade era bem próspera, mas a sua localização ajudava bastante, já que ficava no caminho da rota Beirute-Damasco. Recomendo muito!!!

img_0705
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
Aanjar
Rua principal de Aanjar
Aanjar
Ruínas de Aanjar
Aanjar
Palácio dos Omíadas
Aanjar
Ruínas de Aanjar
Aanjar
Rua de Aanjar
Aanjar
Ruínas de Aanjar

Para reserva de hotéis, utilize nosso canal no Booking, Hoteis.com ou Trip Advisor por meio dos banners ao lado. Você não pagará mais nada por isso e ainda ajuda a manter o blog no ar!

Deixe uma resposta

Viagens e Viagens e Viagens