Peloponeso: conheça suas principais atrações

Share

Peloponeso é uma quase-ilha situada na Grécia Continental. É uma região rica em história, pois sua localização era bem privilegiada e de fácil acesso, entre Atenas e outros países do Mediterrâneo. Não deixem de incluí-la em uma viagem à Grécia e não deixem de conhecer as seguintes atrações:

  • Canal de Corinto: foi idealizado pelo imperador romano Nero, mas só foi construído em 1881
Peloponeso
Canal de Corinto
  • Sítio Arqueológico de Micenas: um dos mais importantes da região, era um palácio-fortaleza, liderado por Agamenon, um dos reis gregos mais importantes da Guerra de Troia.
Peloponeso
Sítio Arqueológico de Micenas
  • Nafplio: foi a primeira capital da Grécia, entre 1823 e 1834, antes de ser transferida para Atenas. É também considerada uma das cidades mais bonitas da região do Peloponeso e uma das mais românticas também.
Peloponeso
Nafplio
  • Teatro de Epidauro: construído no século IV, a.C é um dos mais bem preservados atualmente. Ele acomoda até 14.000 pessoas sentadas e possui uma das melhores acústicas também.
Peloponeso
Teatro de Epidauro
  • Mystras: foi a segunda cidade mais importante do Império Bizantino, perdendo somente para Constantinopla, atual Istambul. Hoje em dia, se tornou um sítio arqueológico com várias ruínas e mosaicos preservados.
Peloponeso
Mytras
  • Monemvasia: foi construída durante o Império Bizantino em um rochedo separado somente por uma ponte da cidade de Gefyra, no meio do Mar Mediterrâneo. Olhando de fora, nem percebemos que existe uma cidade lá, o que garantia proteção a seus moradores.
Peloponeso
Monemvasia
  • Simos Beach, na Ilha de Elafonisos: praia de areia branca e fina (o que é raridade na Europa, rs), mar azul turquesa bem forte e suas águas são totalmente transparentes. É considerada uma das dez praias mais bonitas da Grécia, segundo o site Trip Advisor.
Peloponeso
Symos Beach, na Ilha de Elafonisos
  • Gythio: capital do polvo da Grécia e é bem charmosa, cheio de cafés e tavernas na beira-mar. Dizem que foi lá que Paris teve romance com Helena, o que acabou provocando a Guerra de Troia.
Peloponeso
Gythio
  • Areopoli: capital da Península do Mani, é uma cidade cheia de casas-torre e igrejas bizantinas. Andar por suas ruelas é como se estivéssemos voltando ao passado…
Peloponeso
Areopoli
  • Limeni: onde fica o porto da cidade. É uma vila de pescadores super charmosa! Aproveite para almoçar em um dos restaurantes de lá, principalmente se quiser comer pescados.
Peloponeso
Limeni
  • Dimitsana: considerada umas das mais bonitas da região da Arcádia. Pela dificuldade do acesso, elas eram um refúgio para as guerras, então várias casas-torre e igrejas bizantinas foram construídas.

Peloponeso
Dimitsana
Olympia: era considerada um local sagrado, por isso escolheram ali para sediar os Jogos Olímpicos, desde 776 A.C. De quatro em quatro anos, era realizada uma trégua em quaisquer conflitos que estivessem ocorrendo para a realização dos Jogos.

Peloponeso
Olympia
  • Ponte Rio-Antirrio: é bem moderna e considerada, inclusive, a maior maravilha do mundo moderno da Grécia.

Peloponeso
Ponte Rio-Antirrio

 

Para ver todos os posts desta região, confira nos links a seguir: 

Buenos Aires, a capital da Argentina

Share

Buenos Aires é a capital da Argentina e provavelmente a primeira viagem internacional para a maioria das pessoas. O motivo é que dá facilmente para conhecê-la em um feriado prolongado, já que não é tão longe e não é uma cidade tão cara. Ou seja, qualquer um pode e deve conhecê-la!

A cidade é bem cosmopolita e possui vários bairros bem charmosos, como a Recoleta, com suas casas em estilo francês e Palermo, mais moderno. Nesses dois bairros, inclusive, ficam a maior concentração de lojas, bares e restaurantes para todos os tipos e bolsos.

Em Buenos Aires, duas feiras você deve visitar: a da Recoleta, com artesanatos e a de San Telmo, com antiguidades. As duas são bem movimentadas e dá para passar um período inteiro nelas, somente conferindo cada barraquinha…

Sim, apesar do Centro não ser um dos bairros mais charmoso, acaba sendo inevitável não visitá-lo, pois algumas atrações imperdíveis da cidade estão lá, como a Casa Rosada, a Avenida 9 de Julio e a Plaza de Mayo.

A sugestão é visitá-los logo e partir para os outros bairros. Aproveite para almoçar no bairro de Recoleta e visitar os pontos turísticos da região, como o Cemitério e a Feira de Artesanato.

Um parque que adoro ir quando estou na cidade é o Bosques de Palermo, que também é enorme e tem várias atrações dentro, como o Jardín Japonés e o Rosedal. Deixe para almoçar nesse bairro para um outro dia, depois de andar pelo Caminito e na Feira de San Telmo.

Para jantar, não deixe de ir em um dos vários restaurantes de Puerto Madero! Existem muitas opções boas e o ambiente à noite é bem agradável… Não deixem de visitar essa cidade que encanta cada vez mais os brasileiros.

Sugestão de atrações:

Itinerário feito pelo site Sygic Travel
buenos aires 030
Casa Rosada
buenos aires 080
Obelisco
buenos aires 037
Plaza de Mayo
buenos aires 023
Avenida 9 de Julio
rotation of buenos aires 077
Casa em estilo francês no bairro da Recoleta
buenos aires 063
Interior da Galerías Pacífico
buenos aires 050
Interior da Livrería El Ateneo
buenos aires 033
Vista de Pierro Madero
buenos aires 017
Caminito
buenos aires 016-1
Casinhas coloridas do Caminito
buenos aires 010
Loja do Boca Juniors

Tivoli Ecoresort Praia do Forte

Share

O Tivoli Ecoresort Praia do Forte é um resort totalmente integrado à natureza, de frente para o mar e possui muito luxo e conforto. É adequado para todas as pessoas, não importa sua idade, pois há atividades para todos. Como o local é muito grande, vários carrinhos elétricos te levam para os principais pontos do resort. É um verdadeiro paraíso na Bahia!!!

O resort faz parte do grupo Minor Hotels, um grupo conhecido por vários hotéis incríveis pelo mundo, como os da rede Tivoli, Anantara, Avani e Elewana, todos incríveis. O resort também está sempre incluído nas listas de melhores resorts do país, como no ranking da revista Viagem e Turismo e do famoso site de viagens Viaje na Viagem.

A sua localização é bem privilegiada também, na famosa Estrada do Côco, que vai de Salvador até Costa do Sauípe. Essa estrada é conhecida por seus resorts, pois tem vários ao longo do caminho. Apesar do nome, pela estrada não há mais nenhuma plantação de côco.

Mas o Tivoli ainda fica na Praia do Forte, que conta com um charmoso centrinho, cheio de bares e restaurantes super agradáveis. Além do mais, há também o Projeto Tamar e o Instituto Baleia Jubarte por perto.

O resort conta com três restaurantes: o Goa, onde são servidos o café da manhã e o jantar (já inclusos na tarifa), o A Sombra do Coqueiral, que serve comida internacional e o Tabaréu, que serve comida baiana, ambos no horário do almoço. Possui, também, dois bares que servem tanto a área das piscinas, quanto da praia.

Para lazer, o Tivoli conta com várias piscinas, podendo ser de borda infinita, somente para adultos, com chaises dentro da água, para crianças e dentro do spa. Algumas programações são feitas dentro dela, mas há opções fora também (vale a pena consultar a programação semanal que fica disponível para os hóspedes).

Para relaxar, o spa é uma excelente opção. Algumas categorias de quartos contam com acesso já incluído na tarifa, podendo utilizar as jacuzzis, as saunas, os jatos de água e o caminho de pedras. Para os quartos que não têm acesso incluído, você paga uma taxa para poder utilizar.

Para as crianças, o resort conta com o Clube Careta Careta, onde várias programações ocorrem ao longo do dia, com uma equipe especializada para cuidar das crianças. Inclusive as refeições são feitas no próprio lugar, além de uma piscina própria dentro do espaço. Na área dos quartos, todos os blocos têm uma baby copa, para ajudar na alimentação dos pequenos.

Adorei o resort como um todo! Realmente não tivemos vontade de sair muito de lá. O lugar é maravilhoso, a equipe é super simpática e tudo o que você pode precisar está à disposição. Recomendamos muito!!!

praia do forte (62)

Tivoli Praia do Forte

img_0719

Recepção

img_0718

Recepção

img_0715

Piscina somente para adultos

img_0687

Piscina com chaises sobre a água

praia do forte (81)

Piscina com chaises sobre a água

praia do forte

Espreguiçadeiras que servem a praia e a piscina

praia do forte

Praia do resort

img_0502

Quartos

img_0499

Varanda dos quartos

img_0713

Lago artificial

img_0724

Tivoli Praia do Forte

img_0621

Restaurante Goa

img_0696

Área de comida baiana

img_0695

Uma das mesas de pratos quentes

img_0699-1

Mesa de frios

Ottawa, a capital do Canadá

Share

Ottawa é a capital do Canadá e a segunda maior cidade da Província de Ontario. A decisão dela se tornar a capital do país foi decidida pela Rainha Victoria como uma forma de apaziguar os conflitos entre Toronto, Montreal e Québec, que se alternavam sempre como capital do país e não tinha fim. Foi aí que uma cidade neutra, Ottawa, foi nomeada para a capital do país.

A parte turística da cidade não é tão grande, mas é linda e super agradável de passear. Mas não pense que você vai conhecê-la dando apenas uma passada por lá, como fazem a maioria das excursões… Existem muitos museus legais que valem o passeio e demandam mais tempo para a cidade. Fique no mínimo duas noites para dar tempo de fazer tudo!

Comece o passeio pelo Parlamento, que é o cartão postal da cidade. Passe pelo famoso hotel Fairmont e pelo Quai, de onde se tem uma vista linda da cidade. Passe pela Cathédrale de Notre-Dame, que fica em frente à National Gallery, que vale muito a pena.

No próximo dia, comece pelo ByWard Market e vá para o segundo museu imperdível da viagem: o Musée de la Civilisation, que fica, na verdade, em Gatineau, cidade do outro lado da Alexandra Bridge. Como ele fica às margens do Canal de Rideau, aproveite, também, para tirar lindas fotos da cidade de lá.

Para o próximo dia, vá para o Canadian War Museum, que conta e exibe detalhes do Holocausto, com direito à exposição do carro que Hitler usava em suas andanças. Adoramos!!!

Sugestão de atrações:

  • Prime Minister’s Official Residence
  • ByWard Market
  • Canal de Rideau
  • National War Memorial
  • Confederation Square
  • Parliament Hill
  • Cathédrale de Notre-Dame
  • National Gallery
  • Nepean Point
  • Alexandra Bridge
  • Musée de la Civilisation
  • Canadian War Museum
  • Supreme Court of Canada

 

Itinerário feito pelo site Sygic Travel
ottawa-101
Ottawa

img_8695-1Parlamento

img_8694

Centennial Flame, em frente ao Parlamento

img_8690-1

Parliament Hill

img_8693-1
Fairmont Château Laurier
img_8681
Parlamento
img_8717
Cathédrale Notre-Dame
img_8718
Cathédrale Notre-Dame
img_8712
National Gallery
img_8663-1
ByWard Market

img_8655-1

A charmosa William St.

img_8615Musée de la Civilisation

img_8639-1
Musée de la Civilisation
img_8645
Musée de la Civilisation
img_8644
Musée de la Civilisation
img_8607
Canal de Rideau
img_8613
Alexandra Bridge

Mont Tremblant, a famosa estação esqui do Leste do Canadá

Share

Mont Tremblant é a maior e mais famosa estação de esqui do Leste do Canadá. É um refúgio que agrada todas as pessoas, de variadas idades e personalidades, e em qualquer estação do ano. Sim, há atividades o ano todo, e não somente no inverno, como muitas estações de esqui.
A cidade está localizada a 130km de Montreal e a 140km de Ottawa, ou seja, está localizada perto de duas importantes cidades do leste do país, contribuindo ainda mais com sua popularidade.

No verão, é possível fazer hiking, escalada, canoagem, andar de bicicleta por toda a estação das montanhas. O teleférico que leva ao topo da montanha funciona perfeitamente, e vale muito a pena, mesmo que você não vá fazer nenhuma das atividades mencionadas: só a vista de cima já compensa a subida.

Já no inverno, pegue seus instrumentos de neve e tenha toda a montanha para esquiar, fazer snowboard, snoeshoeing e dog sleddging. Ou seja, a diversão nunca termina.

Depois de tantas atividades ao ar livre, separe um tempo para curtir a vila de pedestres, onde ficam as lojas, restaurantes e o cassino, se você curtir. A maioria dos hotéis ficam, também, na vila de pedestres ou bem próximos a ela. Então é uma cidade super compacta e prática de se locomover.

Se tiver tempo e pique, separe pelo menos um dia para conhecer o Parc National de Mont Tremblant, que fica a alguns quilômetros ao norte da estação de esqui. Lá é possível acampar e fazer vários trekkings também (tanto no verão como no inverno).

Sugestão de atrações:

  • Parc Mont Tremblant
  • Casino
  • Ski Resort
  • Belvédère des Chutes
  • Village
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
mont tremblant
Vila de pedestres
mont tremblant
Vila de pedestres
mont tremblant
Vila de pedestres
mont tremblant
Vila de pedestres
mont tremblant
Vila de pedestres
mont tremblant
Vista do lago
mont tremblant
Vista do lago
mont tremblant
Vista do teleférico
mont tremblant
Vista do teleférico
mont tremblant
Um dos mirantes do topo da montanha
mont tremblant
Vista do mirante

Quebec + Chutes de Montmorecy + Sanctuaire de St. Anne de Beaupré

Share

Quebec é a capital da Província de Quebec e a cidade mais antiga do Canadá. É, inclusive, a única cidade do Canadá e dos Estados Unidos a possuir trechos de seus antigos muros. Dizem até que é um pedacinho da Europa na América do Norte, de tão fofa que ela é.

A cidade é linda e bem agradável de andar! Ela é composta da cidade alta, onde fica a Citadelle e a cidade baixa, com ruas pequenas cheias de lojas e restaurantes.

Para vista da cidade toda, não deixe de andar pela Terrasse Dufferin Promenade, de onde vemos o Rio São Lourenço e no Funicular, que liga as duas partes da cidade. Ele fica bem em frente ao maior cartão postal da cidade, o Hotel Fairmont Chateau Frontenac.

Na parte baixa, no meio da Rue du Petit Champlain, preste atenção ao Quartier Petit Champlain, uma praça toda enfeitada e charmosa. Quando fui, estava enfeitada para o Halloween (já quero vê-lo enfeitada para o natal, rs). E no final da mesma rua, tem um dos vários painéis pintados no muro retratando cenas da cidade antiga. Adorei!

E já que a cidade é a capital da Província, não deixe de andar pelo seu Parlamento, que é lindo e possui um jardim na frente bem agradável para se passear.

Se quiser conhecer a Citadelle, uma pequena fortaleza onde podemos visitar alguns dos cômodos utilizados pela realeza, quando o local era utilizado como residência do Rei e do Governador do Canadá. Lembre-se que só é possível fazer visita guiada, então separe um momento a mais para fazer essa parte.

Depois visite as Ramparts, que são as fortificações da cidade, que é inclusive Patrimônio da Unesco. Lá existem várias atividades com tema medieval para adultos e crianças. Recomendo muito!!!

Sugestão de atrações:

  • Citadelle
  • Terrasse Dufferin Promenade
  • Quartir du Petit Champlain
  • Funicular
  • Chevalier House
  • Place Royale
  • Agora du Vieux-Port
  • The Fort Museum
  • Place d’Armes
  • Fairmot le Château Frontenac
  • Rue du Trésor
  • Cathédrale Notre-Dame de Québec
  • Hôtel de Ville
  • Ursulines Museum
  • Ramparts
  • Parliament
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
quebec
Estação de trem
quebec
Citadelle
quebec
Citadelle
quebec
Ramparts
quebec
Ruas de seu centro histórico
quebec
Cathédrale de Notre Dame de Québec
quebec
Musée du Fort
quebec
Hotel Fairmont Chateau Frontenac
quebec
Citadelle vista da cidade baixa
quebec
Quartier du Petit Champlain
quebec
Capela das Ursulinas
quebec
Place d’Youville
quebec
Parlamento
quebec
Jardim em frente ao Parlamento
quebec
Vista da cidade

Arredores:

Em uma visita à Québec, não deixe de conhecer dois lugares próximos à cidade. O primeiro é a Chute de Montmorecy, uma das quedas d’água mais altas do Canadá, com 83m de altura (são mais altas que as Cataratas de Niagara). O lugar é lindo, com um parque bem agradável e um teleférico para chegarmos bem perto das águas.

Saindo de lá, vá para o Sanctuaire de Saint-Anne de Beaupré, onde fica a Basílica da Santa de mesmo nome, que já realizou vários milagres a quem solicita. Essa igreja é, inclusive, o maior lugar de peregrinação do Canadá. O lugar é lindo e emocionante e a Basílica é cheia de mosaicos maravilhosos também. Vale muito a pena!!

Itinerário feito pelo site Sygic Travel
img_8433
Chutes de Montmorecy
img_8435
Chutes de Montmorecy
img_8443
Chutes de Montmorecy
img_8447
Chutes de Montmorecy
img_8449
Sanctuaire de St.Anne de Beaupré
img_8451
Sanctuaire de St.Anne de Beaupré
img_8453
Sanctuaire de St.Anne de Beaupré
img_8459
Sanctuaire de St.Anne de Beaupré

Montreal, a maior cidade da Província de Québec

Share

Montreal  é a maior cidade da Província de Québec e a segunda maior do Canadá. A Província de Québec, inclusive, é a maior região francófona fora da França. Mesmo depois de vários combates, Montreal acabou não se transformando na capital da Província, e sim a própria cidade de Québec.

Montreal é uma daquelas cidades que nos identificamos assim que a conhecemos. Ela é bem urbana e possui vários pontos interessantes para prestar atenção. Atrações também não faltam, tendo opções para todas as idades e gostos.

Comece pela Cidade Antiga, onde fica a Basilique de Notre-Dame, a Prefeitura, o Chateau Ramezay, que era uma residência e foi considerado o primeiro prédio histórico da Província de Québec e o Porto Antigo.

Depois, vá para o lado mais moderno da cidade, onde fica a famosa Rue Sainte Catherine, a Place des Arts, o Museu de Artes Contemporânea e o Musée des Beaux-Arts. Não se esqueça de andar pela cidade subterrânea, que além de ser a maior do mundo, é também agradável, principalmente nos dias de chuva e frio.

Com o centro da cidade percorrido, é hora de conhecer as atrações mais afastadas da cidade, como o lindo Parc Mont Royal (não deixe de ir ao mirante para conferir a vista da cidade toda, se o dia estiver claro), o Oratoire St. Joseph, cuja cúpula só não é maior que a da Basílica de São Pedro, no Vaticano e também o Canal Lachine, que é bem agradável.

Depois cruze a Ponte Jacques Cartier e vá para o Parc Jean Drapeau, onde fica o Casino da cidade, o circuito Gilles Villeneuve, o La Ronde, o maior parque de diversões da Província de Québec, e a Biosphère, que abriga o único Museu do Meio Ambiente da América do Norte. Se nenhuma dessas atrações te interessar, vá mesmo assim, pois o lugar é lindo e ver a cidade desse lado é maravilhoso também.

Montreal foi sede das Olimpíadas de 1976, então não deixe de visitar o Parque Olímpico, que possui várias atrações, como a Tour de Montréal, a maior torre inclinada do mundo, o Jardim Botânico, o Planetário e o Biodôme, um zoológico fechado, com animais separados de acordo com a localização em que vivem. Não deixe de incluir esta bela e agradável cidade em um roteiro pelo Leste do Canadá.

Sugestão de atrações:

  • Place D’Armes
  • Basilique Notre Dame
  • City Hall
  • Chateau Ramezay
  • Vieux Port
  • Clock Tower
  • Place des Arts
  • Museu de Arte Contemporânea
  • Rue St. Catherine
  • Cidade Subterrânea
  • Musée des Beaux Arts
  • Parc Mont Royal
  • Oratoire St. Joseph
  • Canal Lachine
  • Marché Jean Talon
  • Jardin Botanique
  • Parc Olympique
  • Planetarium
  • Biodôme
  • Pont Jacques Cartier
  • Parc Jean Drapeau
  • La Ronde
  • Biosphère
  • Casino
  • Circuit Gilles Villeneuve
img_5212
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
montreal
Basilique de Notre-Dame
montreal
Place des Armes
montreal
Basilique de Notre Dame
img_8190
Banque National
montreal
City Hall
montreal
Oratoire St. Joseph
montreal
Marché Jean Talon
montreal
Biodôme
montreal
Biodôme
montreal
Biodôme
montreal
Parc Olympique
montreal
Biosphère
montreal
Parc Olympique
montreal
Jardins de Lumières, no Jardin Botanique
montreal
Jardins de Lumières, no Jardin Botanique

Valparaíso, a cidade conhecida por seus funiculares

Share

Valparaíso já é uma cidade grande, universitária e em uma região bem montanhosa. É conhecida por seus funiculares, de onde se tem excelentes vistas da região. Foi, inclusive, um dos lugares escolhidos por Pablo Neruda para morar.

Ande por seu centro histórico, que é charmoso e com prédios e praças interessantes. Entre na Catedral que é linda!!! Depois, percorra-a sem rumo, somente curtindo cada cantinho.

Foi um dia super agradável passar por Valparaíso e Viña del Mar como um bate-volta de Santiago. Mesmo tendo gostado mais de Viña del Mar do que Valparaíso. De repente, voltando em uma outra circunstância acabe me simpatizando mais, rs.

Sugestão de atrações:

  • Diego Portales Viewpoint
  • Congreso Nacional
  • La Sebastiana
  • Prefeitura
  • Plaza de la Vitoria
  • Catedral
  • Arco Británico
  • Elevador Concepción
  • Palacio Baburizza
  • Plaza Sotomayor
  • The Heroes Monument
  • Plaza Matriz
img_5065
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
valparaíso
Cerros de Valparaíso
valparaíso
Catedral
valparaíso
Ruas de Valparaíso
valparaíso
Valparaíso
valparaíso
Plaza Sotomayor
valparaíso
Heroes Monument

Viña del Mar, a capital turística do Chile

Share

Viña del Mar é a capital turística do Chile, recebendo turistas do mundo todo. E há vários motivos para isso…

A cidade que faz parte da Grande Valparaíso acaba sendo muito mais simpática. Pra começar pelo relógio de flores na entrada da cidade, que é fofo.

Depois você vê o Casino, uma das principais fontes de renda e o seu balneário, com pedras quase negras e um mar agitado, afluente do Oceano Pacífico.

Em Viña del Mar está, também, um dos poucos Moais fora da Ilha de Páscoa, em frente ao Museu de Arqueologia e História Francisco Fonck (o outro está em um museu em Londres). Quem gosta de arte, não deve deixar de visitar o Museu de Belas Artes também, na charmosa Quinta Vergara.

Sugestão de atrações:

  • Museu de Arqueologia e História Francisco Fonck
  • Vergara Pier
  • Casino
  • Castelo Wulff
  • Plaza de los Artistas
  • Reloj de Flores
Itinerário feito pelo site Sygic Travel
viña del mar
Reloj de Flores
viña del mar
Um dos poucos Moais localizados fora da Ilha de Páscoa
viña del mar
Casino
viña del mar
Casino
viña del mar
Castelo Wulff
viña del mar
Oceano Pacífico

Santiago + Concha y Toro

Share

Santiago é a capital do Chile e a porta de entrada da maioria dos turistas no país. A cidade tem o seu charme sem perder seu ar cosmopolita. Possui, também, muita área verde para curtir nos dias de sol. Nos dias limpos, sem tanta poluição, é possível ver vários picos nevados da Cordilheira dos Andes dentro da própria cidade.

Comece por seu centro histórico, onde fica a Prefeitura (chegue no horário da troca da guarda), a Catedral e a Plaza Mayor. De lá, suba até o Cerro de Santa Lucía, onde fica a santa padroeira da cidade e depois pegue o funicular até o Cerro San Cristóbal, um dos excelentes mirantes da cidade.

À noite, a cidade fica bem movimentada, principalmente nos seus shoppings centers, bares e restaurantes. Aproveite para curtí-los junto com seus moradores.

Sugestão de atrações:

  • Cerro de San Cristóbal
  • Cerro de Santa Lucía
  • Teatro Municipal
  • Plaza de Armas
  • Mercado Central
  • Catedral Metropolitana
  • Palacio de la Moneda

 

img_0197

Itinerário feito pelo site Sygic Travel

santiago
Palácio do Governo

santiago

Troca da guarda

santiago
Centro financeiro
santiago
Catedral Metropolitana

santiago

Catedral Metropolitana

santiago
Moai
santiago
Cerro Santa Lucía

santiago

Funicular

Arredores:

A maioria das pessoas que visita Santiago acaba visitando pelo menos uma das vinícolas do país. Em Santiago, a mais visitada é a Concha y Toro, onde é fabricado o conhecido vinho Casilleros del Diablo.

A visita à vinícola é com horário marcado e vale muito a pena, tanto para conhecer a história do local, como pela beleza também. Aproveite, também, a loja no final do tour para comprar algumas garrafas ou alguns itens para sua adega. Adoramos!!

Itinerário feito pelo site Sygic Travel
concha y toro
Concha y Toro
concha y toro
Concha y Toro
concha y toro
Concha y Toro
concha y toro
Concha y Toro
concha y toro
Concha y Toro